Arquivo por Autor

Lista de Servidores do IFF Campus Santa Rosa

CADASTRO DE SERVIDORES – CAMPUS SANTA ROSA

NOME CARGO
ABEL EDUARDO AUTH TÉCNICO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
ABELAR ZIQUINATTI DE OLIVEIRA ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO
ADRIANO ANDREJEW FERREIRA DOCENTE – BIOLOGIA
ADRIANO WAGNER DOCENTE – ADMINISTRAÇÃO
ALCIMAR RODINEI OBALSKI DOCENTE – MÓVEIS
ANA PAULA KOHL DIEMINGER ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO
ANALICE MARCHEZAN DOCENTE – MATEMÁTICA/ESTATISTICA
ANTÔNIO AZAMBUJA MIRAGEM DOCENTE – EDUCAÇÃO FÍSICA
ARDALLA VIEIRA DOCENTE – MÓVEIS
ARNEDIO CANOVA ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO
CARLA CRISTIANE COSTA DOCENTE – QUIMICA
CARLA ROBERTA DOS SANTOS E SILVA TÉCNICA DE LABORATÓRIO/ÁREA
CARLOS ALEXANDRE ALVES DOCENTE – MÓVEIS
CARLOS THOMÉ ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO
CÁTIA KESKE DOCENTE – PEDAGOGIA
CELIA MARIA LANGE PEGADOGA – ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL
CLÁUDIO EDILBERTO HÖFLER DOCENTE – ADMINISTRAÇÃO
CLEONICE STARCK HÜBNER ASSISTENTE DE ALUNOS
CLERIA BITENCORTE MELLER DOCENTE – MEIO AMB./EDUC. AMBIENTAL
CORNELIA KUDIESS DOCENTE – ARTES
CRISELEN JARABIZA BIBLIOTECÁRIA/DOCUMENTALISTA
DAIELE ZUQUETTO ROSA PEDAGOGA – SUPERVISÃO EDUCACIONAL
DANIELLI VACARI DE BRUM DOCENTE -MATEMÁTICA/ESTATISTICA
DEISI MARIA LINK TÉCNICA EM ASSUNTOS EDUCACIONAIS
DELMAR JOSÉ LORSCHEITER ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO
ELIANES KUHN AUXILIAR DE BIBLIOTECA
ELISABETE SCHERER DOS SANTOS AUXILIAR DE BIBLIOTECA
ELTON ALDO NEVES DOCENTE – FÍSICA
FÁBIO NOVASKI DOCENTE – INFORMÁTICA
FERNANDA CONRAD RIGO DOCENTE – MÓVEIS E ESQUADRIAS
FERNANDA FREITAS COSTA DE TORRES DOCENTE – MÓVEIS
GILBERTO SCHWERTNER FILHO DOCENTE -MEIO AMB./CONTROLE AMB.
GILBERTO CARLOS THOMAS DOCENTE – MATEMÁTICA
GRACIELE HILDA WELTER DOCENTE – PORTUGUÊS
GUSTAVO REIS PINTO AUDITOR
JANE MARLIZE ROPKE TÉCNICA EM ASSUNTOS EDUCACIONAIS
JEANCARLO RIBAS DOCENTE – EDIFICAÇÕES
JEAN CARLOS SOARES DA SILVA DOCENTE – ADMINISTRAÇÃO
JOICE MARIA DULLIUS CONTADORA
JONAS CEGELKA DA SILVA DOCENTE – FÍSICA
JULIANA MELLER DOCENTE – MEIO AMB./EDUC. AMBIENTAL
JULIANO SCHEID TÉCNICO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
KERLEN BEZZI ENGERS DOCENTE – BIOLOGIA
LAURI MAYER DOCENTE – AGROINDUSTRIA
LEANDRO JORGE DARONCO DOCENTE – HISTÓRIA
LENIZE RODRIGUES FERREIRA DOCENTE – GEOGRAFIA
LETICIA DOMANSKI DOCENTE – LETRAS/ESPANHOL
LIDIANE KASPER ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO
LUCIANA LOCATELLI DOCENTE – EDIFICAÇÕES
LUIZ ANTONIO BRANDT DOCENTE – FILOSOFIA/SOCIOLOGIA
MAGNUS JAIME SCHEFFLER TECNICO EM AGROPECUÁRIA
MAIDI JÄHN KARNIKOWSKI ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO
MAIQUEL HETSPER LIMA ANALISTA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
MARCELO EDER LAMB DIRETOR GERAL
MÁRCIO EZEQUIEL DIEL TURRA ADMINISTRADOR
MÁRCIO JOSOÉ DA SILVA ASSISTENTE DE ALUNOS
MARIA CRISTINA RAKOSKI DOCENTE – INFORMÁTICA
MARICLEI GONÇALVES KELLER TÉCNICA EM ENFERMAGEM
MARIANE FUCKS DARUI PSICÓLOGA
MARJANA ELOISA HENZEL PROFESSORA SUBSTITUTA – ADMINISTRAÇÃO
MAURO KOWALCZUK DOCENTE – MECANICA
MAX JANOS MELLO CONTERATO ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO
MELISSA WALTER DOCENTE – AGROINDUSTRIA
MICHELE KRIEGER ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO
MIRIAN ROSANI CRIVELARO KOVHAUTT ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO
PAULA MICHELE ABENTROTH KLAIC DOCENTE – AGROINDÚSTRIA
RAQUEL FERNANDA GHELLAR CANOVA DOCENTE – MEIO AMBIENTE
RAQUEL MALDANER PARANHOS DOCENTE- EDIFICAÇÕES
RENATA ROTTA DOCENTE – ARQUITETURA
RENATO BUTKE ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO
RICHELLI DAIANA PINHEIRO ASSISTENTE SOCIAL
RITA VANDERLEIA MARTEL ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO
ROBERTO PREUSSLER DOCENTE – MATEMÁTICA
ROGER HERPICH TÉCNICO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
ROLANDO RUBEN CHAVEZ ZEGARRA DOCENTE – TOPOGRAFIA
ROSANE RODRIGUES PAGNO DOCENTE – ADMINISTRAÇÃO
ROSÉLI NEDEL TÉCNICO EM ALIMENTOS E LATICÍNIOS
SANDRA CRISTINA FRANCHIKOSKI ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO
SANDRA FISCHER TÉCNICO EM ASSUNTOS EDUCACIONAIS
SAULO STEVAN PASA ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO
SIDINEI CRUZ SOBRINHO DOCENTE – FILOSOFIA
SUSI MARA DA SILVA ALVES INTÉRPRETE DE LIBRAS
VEJANE GAELZER DOCENTE – LETRAS/ALEMÃO
VERA LUCIA SILVEIRA CABALLERO FRANTZ DOCENTE – LETRAS/INGLES
VERA MARIA KLAJN DOCENTE – QUÍMICA
VERÔNICA DA ROSA OLEA ENGENHEIRO CIVIL




Tendências: Feira Internacional do móvel em Milão 2012 – Referência em Design e Decoração

Professoras do Curso Técnico em Móveis do Instituto Federal Farroupilha - campus Santa Rosa embarcam nos próximos dias para a 51ª edição do Salão internacional do Móvel em Milão na Itália, a feira é a mais esperada por designers, arquitetos e criadores de todo o mundo, e ocorre nesse ano entre os dias 17 e 22 de abril.
O roteiro da visita inclui o museu do Kartell, o centro histórico de Milão, a Zona Tortona, o Super Studio Piu, o espaço Brazil S/A (trata-se de um lounge com criação dos grandes nomes do design brasileiro) e o laboratório de teste de móveis – Catas (laboratório e certificação de matérias primas, e produtos da indústria moveleira).
Além de buscar as últimas novidades, a equipe do Curso Técnico em Móveis buscará importantes contatos para geração de futuros convênios e parcerias para o setor moveleiro da região Noroeste do Rio Grande do Sul, o qual vêm crescendo a cada ano. Atualmente, com 963 fabricantes e mais de 2,2 mil trabalhadores envolvidos, é considerado o terceiro mais importante na indústria local em relação ao número de empresas e empregos.

Encontro EaD Gestão Pública Brasilia

Ocorreu nos dia 03 a 05 de abril de 2012 na sede da ENAP em Brasília, uma oficina na qual participaram professores dos Institutos Federais do Brasil, para a construção de um curso de Tecnólogo em Gestão Pública, a ser ministrado em todos os municípios do Brasil. O encontro foi promovido pelo Ministério da Educação, Ministério do Planejamento e pela Escola Nacional de Administração Pública.

O Objetivo do curso é graduar agentes públicos dos municípios do Brasil, visando melhorar a qualidade dos serviços prestados à população, elevando a capacidade de governo das instancias municipais.

O curso será desenvolvido através do Ensino à Distancia – EaD, com a estruturação de polos sob a responsabilidade dos Institutos. Está projetado para iniciar em 2013 com 30.000 vagas para todo o Brasil.

Os Institutos Federais que demonstrarem interesse deverão realizar adesão ao programa. O curso será de 2,5 anos. Os materiais didáticos serão elaborados pelos professores dos Institutos parceiros.

Cada Instituto será responsável pela disponibilização de professores, pela instalação de polos, realização de parcerias com as prefeituras, bem como da captação e matriculas de seus alunos.

Ao final do encontro foram encaminhadas propostas aos Ministérios a fim de submeter à validação da matriz curricular que foi elaborada e necessidades de avanços ao referido curso.

Participaram deste encontro os professores Lilianna Bolsson Loebler, Diretora Geral Pró Tempore do Campus EaD, e Claudio Edilberto Höfler, do IF Farroupilha-Campus Santa Rosa.

Instituto Federal discute, em Brasília, as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional Técnica

Nos dias 02 e 03 de abril o Diretor de Ensino do Campus Santa Rosa, Prof. Sidinei Cruz Sobrinho, representou a Pró-Reitora de Ensino, Profa. Tanira Fabres em discussão nacional sobre a proposta de atualização das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio (DCNs EPTNM) aos dispositivos da Lei nº 11.741/2008.

A proposta tramita no Ministério da Educação/Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (MEC/SETEC) e Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação Básica (CNE/CEB). Para analisar e discutir a atual versão das DCNs EPTNM foi criada comissão conjunta composta pela Câmara de Ensino do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica – CONIF e por membros do Fórum de Dirigentes de Ensino – FDE.

As diretrizes são um conjunto articulado de princípios e critérios a serem observados pelos sistemas de ensino e pelas instituições de ensino públicas e privadas no planejamento, organização, desenvolvimento, avaliação e certificação dos cursos de Educação Profissional Técnica de Nível Médio.

A Educação Profissional e Tecnológica, nos termos da Lei nº 9.394/96 (LDB), alterada pela Lei nº 11.741/2008, abrange os cursos de: I – Formação inicial e continuada ou qualificação profissional; II – Educação Profissional Técnica de Nível Médio; III – Educação Profissional Tecnológica de graduação e pós-graduação.

Durante a discussão e atualização da proposta, os representantes nacionais dos Institutos Federais através do FDE/CONIF, arguiram sobre (os): princípios norteadores; organização e planejamento (formas de oferta; organização curricular; duração dos cursos
avaliação, aproveitamento e certificação); avaliação da educação profissional técnica de nível médio; formação docente e demais questões que envolverão o contexto nacional de Educação Profissional Técnica de Nível Médio.

Para melhor compreesão desta temática, o Prof. Sidinei Cruz Sobrinho, explica: A motivação do parecer que fundamenta a proposta de atualização da Resolução, se dá basicamente sobre o fato de que o capítulo da LDB (Lei nº 9.394/96) sobre a Educação Profissional foi inicialmente regulamentado pelo Decreto nº 2.208/97. Na sequência, a Câmara de Educação Básica (CEB) do Conselho Nacional de Educação (CNE), com base no Parecer CNE/CEB nº 16/99, instituiu as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional de Nível Técnico pela Resolução CNE/CEB nº 4/99.

Em 23 de julho de 2004, o Decreto nº 2.208/97 foi substituído pelo Decreto nº 5.154/2004, o qual trouxe de volta a possibilidade de integrar o Ensino Médio à Educação Profissional Técnica de Nível Médio, a par das outras formas de organização e oferta dessa modalidade de Educação Profissional e Tecnológica. Em decorrência, a Câmara de Educação Básica do CNE atualizou as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio e as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio, por meio da Resolução CNE/CEB nº 1/2005, com fundamento no Parecer CNE/CEB nº 39/2004.

Posteriormente, a Resolução CNE/CEB nº 3/2008, que teve como base o Parecer CNE/CEB nº 11/2008, dispôs sobre a instituição do Catálogo Nacional de Cursos Técnicos de Nível Médio, sendo que seu art. 3º determina que os cursos constantes desse Catálogo sejam organizados por eixos tecnológicos definidores de um projeto pedagógico que contemple as trajetórias dos
itinerários formativos e estabeleça exigências profissionais que direcionem a ação educativa das instituições e dos sistemas de ensino na oferta da Educação Profissional Técnica de Nível Médio.

Após mais de um ano de intensos estudos e debates, a Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação apresentou uma versão de atualização das DCNs EPTNM. Essa mesma versão foi colocada em regime de Consulta Pública Nacional e foi levada para uma nova Audiência Pública Nacional em março de 2010.

Na sequência, ainda em meados de 2010, a Câmara de Educação Básica apresentou o mesmo documento para debate no CONIF e no Fórum de Dirigentes de Ensino da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica. A SETEC/MEC constituiu Grupo de Trabalho com Instituições e Especialistas da área, o qual apresentou, no final de 2010, Documento de Estudos contendo importantes contribuições ao Conselho Nacional de Educação sobre a matéria. “Foi a primeira grande conquista dos Institutos Federais trazendo, para o debate, questões pertinentes para uma revisão nas formas de se compreender o mundo do trabalho e a educação profissional na rede federal de ensino”, relata o Diretor de Ensino do Campus Santa Rosa.

Na reunião da CEB/CNE do dia 1º de junho de 2011, entretanto, o Secretário da SETEC/MEC entregou um documento resultante dos debates promovidos por aquela Secretaria no dia 23 de maio, com representantes do CONIF e Pró-Reitores de Ensino da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, bem como educadores dos campos “Trabalho e Educação, e Educação de Jovens e Adultos” da ANPED, manifestando discordância com o texto da Comissão Especial, reiterando, a título de “substitutivo”, o “Documento elaborado no âmbito do GT constituído pela SETEC, em 2010, intitulado: Educação Profissional Técnica de Nível Médio em debate”, por entender que o mesmo “expressa os conceitos e concepções que vêm sendo assumidos pelo MEC, desde 2003, em relação à Educação Profissional”.

Em síntese, trata-se, especificamente, da definição de novas orientações para as instituições educacionais e sistemas de ensino, à luz das alterações introduzidas na LDB pela Lei nº 11.741/2008, no tocante à Educação Profissional e Tecnológica, com foco na Educação Profissional Técnica de Nível Médio, porém também definindo normas gerais para os cursos e programas destinados à Formação Inicial e Continuada ou Qualificação Profissional, bem como aos de Especialização Técnica de Nível Médio, na perspectiva de propiciar aos trabalhadores o contínuo e articulado desenvolvimento profissional e consequente aproveitamento de estudos realizados no
âmbito dos cursos técnicos de nível médio organizados segundo a lógica dos itinerários formativos.

No mês de fevereiro de 2012, finalmente, dois anos após a primeira versão levada para Audiência Pública Nacional, a Câmara de Educação Básica aprovou um texto básico para o referido Parecer e seu Projeto de Resolução. “Sobre essa última versão, disponível para consulta pública no site da CNE/CEB e MEC/SETEC, trabalhamos com afinco durante os dias 02 e 03 de abril no CONIF em Brasília
propondo várias retificações nas últimas divergências presentes no texto a fim de garantir consistência às Diretrizes Nacionais como norteadoras da elaboração, desenvolvimento e avaliação dos cursos de educação profissional em nível nacional” , reitera o prof. Sidinei Cruz Sobrinho, representante do Rio Grande do Sul nesta reunião.

De acordo com a agenda proposta deverá se realizar, no Auditório “Professor Anísio Teixeira”, plenário do edifício sede do CNE, em Brasília, no dia 9 de abril de 2012, no horário das 14 às 18 horas, uma nova e conclusiva audiência pública nacional sobre as referidas Diretrizes Curriculares Nacionais, tomando-se como referência a versão final, amplamente divulgada em regime de consulta pública nacional.

No período de 10 de abril até 8 de maio de 2012, a Comissão Especial e a Câmara de Educação Básica, com a colaboração da  Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, concluirão os trabalhos de redação da nova versão do referido Parecer e de seu Projeto de Resolução.

No dia 9 de maio de 2012, a Câmara de Educação Básica, com a presença dos Secretários da Secretaria de Educação Básica e da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do MEC,pretende realizar debate conclusivo dos referidos documentos normativos, aprovando-os, para o devido encaminhamento à competente homologação do Ministro da Educação.

Sendo aprovada essa proposta de Resolução deverá entrar em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário, em especial as da Resolução CNE/CEB nº 4/99 e da Resolução CNE/CEB nº 1/2005, tornando-se obrigatórias a partir de 2013.

 

Curso de extensão Língua Brasileira de Sinais – Libras Básico

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha tem um papel decisivo na melhoria da educação brasileira, pelo compromisso e relevância dos serviços prestados no âmbito da educação profissional técnica de nível médio e de educação profissional tecnológica de graduação e de pós-graduação.

Fazer da educação um direito de todos requer um movimento coletivo de mudanças para a adoção de Políticas Públicas Inclusivas promotoras da participação a partir de novas relações fundamentais para uma socialização humanizadora.

Nesta perspectiva, o Instituto Federal Farroupilha acolhe a todos os seus educandos, independente de suas condições físicas, intelectuais, sociais, emocionais , linguísticas, econômicas, étnico-raciais ou culturais.

Para tanto o Instituto tem como meta de implantar a concepção da inclusão em todos os âmbitos com a comunidade escolar (pais, alunos , servidores) e comunidade em geral. Para isso vem desenvolvendo varias ações Inclusivas uma delas é o projeto de Extensão Longa Duração tornando-se público pelo site www.sr.iffarroupilha.edu.br. Edital nº 21 de 02 de abril de 2012, LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS, LIBRAS BÁSICO .

A Proposta deste projeto vem contemplar, o Decreto 5.626, de 22 de dezembro de 2005, a qual indica formas de apoio ao uso e a difusão da LIBRAS nos sistemas públicos e privados de ensino, amenizando as barreiras de acessibilidade de comunicação entre surdos e ouvintes e promovendo práticas de Educação Inclusiva na Instituição de Ensino e comunidade de Santa Rosa.

Susi Mara Alves

Tradutora Intérprete de LIBRAS

IFFarroupilha/ Campus Santa Rosa

Alunos do Curso Técnico em Móveis realizaram visita técnica à MovelSul e Salão Design 2012

Na terça-feira, 27 de março, os alunos do Curso Técnico em Móveis, Integrado e Subsequente, realizaram visita técnica à MovelSul 2012,  em Bento Gonçalves/RS. A MovelSul é a maior feira de móveis da América Latina, na qual reúne centenas de expositores, visando mostrar as tendências dos móveis para a nova classe média, e ainda abriga a exposição do concurso Salão Design 2012.
Através da visita técnica os alunos obtiveram contato com as grandes empresas de destaque no cenário nacional, assim como as linhas de produtos fabricados, matérias- primas, acabamentos e com os móveis vencedores das diversas categorias, estudante, profissional e indústria, do Salão Design.
Com o objetivo de divulgar as novidades e tendências do setor moveleiro, no mês de maio, será realizada uma mostra sobre a MovelSul no Espaço Cultural da Instituto Federal Farroupilha Campus Santa Rosa.

                                     

A construção do Diretório Acadêmico de Matemática no Instituto Federal Farroupilha – Campus Santa Rosa

Na terça-feira, 27 de março, o Diretor do IF Farroupilha – Campus Santa Rosa – Prof Marcelo Eder Lamb e a Profª Celia Maria Lange, Orientadora Educacional, receberam um grupo de alunos do curso de Licenciatura em Matemática que lhes entregou um requerimento  para criação de um Diretório Acadêmico (DA) do curso. Na oportunidade, o grupo, formado por representantes das turmas que  compõem o curso, reportou à direção o desejo dos estudantes de instituírem uma entidade representativa, reconhecida e atuante no  corpo discente, que tenha o papel de estabelecer relações em todas as instâncias do IF Farroupilha – Campus Santa Rosa. Enfatizou, também, que tal pleito vinha sendo discutido desde 2011, ano de ingresso da 1ª turma do curso de licenciatura no Campus. Com advento da 2ª turma em 2012 e, pensando nas próximas turmas de alunos, torna-se fundamental a criação do DA. O Diretor Marcelo compreendeu o pleito e se comprometeu a análisar o requerimento, devendo o IFF – Campus Santa Rosa manifestar- se nos próximos dias, a fim de se prosseguir a tramitação de criação. Em especial, a realização de uma assembléia dos estudantes para deliberação de um estatuto do DA e a formação de uma comissão de organização de eleições para a diretoria.

Trote solidário

TROTE SOLIDÁRIO– esta foi à forma com que os alunos do segundo ano do curso de Matemática – Licenciatura Plena do IF FARROUPILHA encontraram para promover a integração e confraternização com os calouros. O trote solidário envolveu campanha de doação de sangue e coleta de alimentos não perecíveis e roupas, doados à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social da cidade de Santa Rosa que posteriormente se encarregará de distribuir entre asilos e orfanatos da cidade. Essa iniciativa foi essencial para formar e despertar a consciência do aluno para o mundo exterior e levá-lo a tomar conhecimento dos problemas que afetam diretamente as pessoas de sua comunidade.

Encontro das turmas do curso Técnico em Vendas – PROEJA

O Instituto Federal Farroupilha realizou, no dia 20 de março, encontro com as Turmas do Curso Técnico em Vendas- Proeja. O evento contou com a presença da Coordenadora do Proeja Carla Cristiane Costa, do Professor Cláudio Edilberto Höfler e da Psicóloga Mariane Darui Copetti. A Psicóloga abordou o tema “As Relações Interpessoais”. Relacionou a importância das relações interpessoais no contexto acadêmico que pode tornar-se e manter-se harmonioso e prazeroso, permitindo trabalho cooperativo, em equipe, com integração de esforços. O encontro, teve como objetivo ter proporcionado a reflexão dos estudantes sobre a comunicação, a importância das relações interpessoais e a responsabilidade em relação ao outro.

Formatura no IFF Santa Rosa

No último dia 14 de março, quarta-feira, foi realizada a solenidade de formatura dos cursos Técnicos de Agroindústria, Meio Ambiente e Vendas, modalidade subsequente ao ensino médio, do Instituto Federal Farroupilha, campus Santa Rosa. A solenidade, que ocorreu no ginásio do campus, contou com a presença do Reitor Pro Tempore do Instituto Federal Farroupilha, Prof. Carlos Alberto Pinto da Rosa, do Diretor Geral do Campus Santa Rosa, Prof. Marcelo Eder Lamb, do Diretor de Ensino, Prof. Sidinei Cruz Sobrinho, dos paraninfas, familiares e amigos dos formandos e demais servidores do campus. A cerimônia contou ainda com a presença da Coordenadora da 17ª CRE, senhora Ilse Bamberg, além de outras autoridades.
A solenidade foi marcada pela emoção de formar as primeiras turmas de Técnicos em Agroindústria e em Meio Ambiente, e pela alegria de poder colocar a disposição da comunidade a segunda turma do Curso Técnico em Vendas. A professora Cleria Bitencorte Meller, professora homenageada do curso Técnico em Meio Ambiente, em sua fala, agradeceu às empresas que oportunizaram estágios e enfatizou a importância de uma sensibilização e do reconhecimento do valor do ambiente natural. Todos os formandos do Curso Técnico em Meio Ambiente foram presenteados com uma muda de Ipê.
Em seu discurso, o Diretor Geral do Campus Santa Rosa, Prof. Marcelo, solicitou aos presentes que saudassem o Reitor, Prof. Carlos, como sinal de agradecimento e reconhecimento pela gestão. Em seguida, registrou a importância dos profissionais formados pela instituição, considerando que a região se destaca na produção agrícola e pecuária e na industrialização e comercialização de matérias-primas. A formação de profissionais competentes nestas áreas, com espírito empreendedor, capazes de promover mudanças e inovações fundamentadas nos valores da ética, da solidariedade, da sustentabilidade, do desenvolvimento humano, da democracia e da qualidade, contribui para o desenvolvimento socioeconômico do município e da região e agrega valor a tudo que for realizado. O Reitor, Prof. Carlos retribuiu o agradecimento do Diretor Geral e agradeceu a colaboração de todos os servidores, saudando-os e reforçando a contribuição e o amparo de cada em sua gestão. O Reitor fez um resgate histórico do campus Santa Rosa, lembrando o crescimento do mesmo, a ponto de poder realizar a solenidade num ginásio próprio. Destacou o retorno que a comunidade tem tido da instituição, seja no uso do espaço oferecido, seja na formação de profissionais que tem se tornado elo entre a instituição e a comunidade. Agradeceu a presença dos familiares dos formandos e deixou o convite a todos para que sempre retornem ao Instituto.
O Instituto Federal Farroupilha Campus Santa Rosa parabeniza todos os formandos pela conquista, desejando-lhes muito sucesso na nova etapa e convida a todos para que continuem vindo à instituição, seja na participação em cursos de extensão ou na continuidade de estudos complementares à formação iniciada.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.